tivat

Campeonato do Mundo de pesca em barco fundeado 2016 – TIVAT – MONTENEGRO

tivat_img1
DIA 1
Acordar muito cedo e estar no aeroporto de Lisboa cerca das 04H00, depois entrega da bagagem seguir rumo a Dubrovnik (Croácia) com escala em Munique. As viagens correram bem mas com o receio de algo se passar com a bagagem e a entrega dos equipamentos não correr bem em Dubrovnik. Preocupações que agora se mostram desnecessárias, porque correu tudo bem. Apenas algumas amolgadelas nas caixas mas de resto nada de especial. Já estamos instalados no hotel e a preparar o 1º treino que ocorrerá amanhã. Entretanto como é da praxe já visitámos as lojas de pesca locais para tentar “tirar nabos da pucara” (penso que me compreendem). Estamos surpreendidos com o Inglês do Pato, de uma pronuncia fora do normal. Quem também já teve uma atitude que mereceu o comentário do condutor “It’s not Normal”, foi o Cabrita…. Reina a boa disposição e a certeza de fazer o melhor possível.
Deixo algumas fotos e a promessa de tentar escrever aqui diáriamente….
Podem verificar que na carrinha onde fizemos o transfer de Dubrovnik para Tivat não cabia nem mais um alfinete, vejam bem o lugar do pendura….

tivat_img2

DIA 2
Hoje ficámos a saber, na pele, qual o significado de expressões como: “Saiu-nos a fava” e dançar com mais feia”.
Depois de tomar o pequeno-almoço, ficámos na expectativa de ver qual a embarcação que nos havia calhado em sorte para os , como pode ver nas fotos foi uma das mais pequenas, com muito más condições para pescar. Argmento da organização: são das equipas com menos elementos e como tal terão que ir numa destas, onde cabem perfeitamente. Pelas imagens podem ver que sim.
Mas depressa o impacto deste infortúnio desapareceu e vamos treinar que é para isso que viemos mais cedo. E as condições são estas é melhor treinarmos no pior e depois termos melhor, como disse o Ricardo.
Estávamos à espera de peixe pequeno, mas assim tão pequeno…. É quase um crime…
Lá fomos treinando e quando chegou a hora de ir treinar para outra zona e o mestre põe o motor em marcha surge um apito que impede que o otor continue a trabalhar, percebem agora a razão da … fava e da … feia.
Que remédio tivemos senão treinar no mesmo local enquanto não veio alguém para nos rebocar e mudar para outro local, e no fim trazer-nos para terra.
Como diz uma determinada étnia, não gostamos de ver bons principio aos filhos. Pode ser bom sinal. Que nõ nos derrubam assim, podem ter a certeza. Continua a boa disposição e a vontade de vencer.
Ao contrário de edições anteriores aqui até que se come bem… até ver. Ao ponto de já termos um substituto do Amigo Alexandre. Adivinhem: tem penas e não é Pardal…

tivat_barco

DIA 3
Depois do que nos aconteceu ontem, ninguém nos imaginava a rebocar outra equipa  (1ª Foto)
Apenas uma graça, o barco é o mesmo, agora sem avarias e treinámos normalmente com algumas capturas como podem ver nas fotos.
Como pretendíamos surgiram situações diferentes com outos “peixões”, tudo faz parte do treino. O trabalho continua com alguns momentos de relax que também são precisos nesta fase-
Já foram capturados alguns peixes de melhor porte, mas a tendência é a mesma, como os nossos atletas dizem: “parece que estamos a pescar no infantário”.
O delfim da seleção, o Juan Pato, hoje fez a captura do maior exemplar, mas não pense que isso o livre ao pau… ah e descobrimos um novo emplastro 
Amanhã é o último treino livre, vamos tentar descobrir alguns enigmas numa zona que já tesámos e vamos descobrir uma nova, depois damos noticias…
Tudo em cima, e como diz uma amiga angolana “Estamos Juntos”

tivat_captura4

DIA 4

Último dia de treinos livres. Hoje fomos testar a zona 3, a zona em que ainda não tínhamos treinado. Revelou-se uma zona com algum peixe, onde fizemos algumas capturas mas nada de significativo, pensamos que dentro do normal para todas as equipas.
Mandamos daqui um abraço ao nosso skipper, Alexander, um montenegrino impecável que se tem revelado um ótimo companheiro e sempre à disposição para qualquer esclarecimento, tomando mesmo a iniciativa de nos conduzir para os locais que são melhores para treinar.
Testaram-se mais algumas baixadas, umas com sucesso e outras não como em tudo o que tem a ver com a pesca.
Aconteceram situações algo caricatas com o Pardal a ter uma experiência nova depois de tantos anos de pesca, e logo numa embarcação tão pequena ….
O “fucking old man” contínua imparável nas suas capturas, sim porque isto de ter mais idade não significa que não “se dê cartas”. O Alexander também deixou mais algumas alcunhas mas fcam para depois….
Amanhã é o dia da reunião de capitães, dos sorteios para a prova (vamos ver qual a nossa sorte), do desfile e da cerimónia de abertura.Depois deixamos notícias.
Um grande abraço a todos daqui de uns milhares de Km de distância e para as nossas famílias um abraço de saudade do tamanho do mundo. Já voltamos

tivat_img5

DIA 5 – Reunião de Capitães e Cerimónia de Abertura
Pelas 10H00 realizou-se a reunião de capitães das seleções presentes neste evento onde para além da realização do sorteio foram tomadas algumas decisões técnicas e dadas respostas as questões colocadas. Também foram indicadas quais as zonas diárias de pesca, ao contrário do que tem acontecido até agora, em que só se revelavam antes da saída das embarcações.
Na generalidade houve manifestações de desagrado relativamente às dimensões e quantidade de pescado. Mas é o que temos….
Também foi dada a indicação da embarcação para o treino oficial, caiu-nos em sorte a nossa TV11 e o nosso skipper privativo o Alexander, também já não queríamos nem outra embarcação nem outro skipper.
Os atletas aproveitaram para fazer mais alguns acertos nas baixadas e preparar os últimos testes a realizar amanhã no treino oficial, derradeira hipótese antes do campeonato.
Nesta cerimónia para além do Presidente da Federação de Pesca Desportiva de Montenegro e dos representantes da FIPS-M, estiveram também presentes, O Presidente da Câmara de Tivat e a Secretária de Estado dos Desportos e Juventude o que é revelador da importância que é dada a este tipo de iniciativas internacionais e à modalidade em si. Poderia acrescentar muito mais sobre este assunto mas fico por aqui, que o dia é de festa. Afinal esta aberto o 52º Campeonato do Mundo de Pesca em Barco Fundeado 2016.
Jantámos e vamos dar os últimos retoques que amanhã há que levantar cedo.
Moral em cima e muita vontade de defender as nossas cores. Um grande abraço a todos. VIVA PORTUGAL

tivat_img6

DIA 6 – TREINO OFICIAL
OK, amanhã já é a doer. Depois dos testes feitos o melhor possível, falta sempre qualquer coisa, eis que amanhã já estamos em competição.
Os nossos atletas estão com a “moral em cima” e depois dos pequeníssimos ajustes ditados pelo treino oficial e das reposições de material, só resta relaxar (sem fazer nada que a religião do Piloto não permita) e encarar de frente e sem complexos o 1º dia de competição.
Cá estaremos amanhã para dar notícias. UM ABRAÇO A TODOS daqui de Tivat

DIA 7 – 1º dia de Provas

Atletas com aquele nervoso miudinho próprio de quem vai iniciar uma competição mundial, mais notório nos menos experientes, mas que passou logo que puseram o pé dentro da embarcação, fizeram o sorteio e começaram a descascar o isco.
Neste primeiro dia a expectativa era enorme relativamente às baixadas que os atletas dos outros países usavam, não estivéssemos a fazer “asneira”…. Verificou-se que mais coisa, menos coisa era tudo muito parecido. Até mesmo relativamente à preparação do isco era muito semelhante, apenas alguns atletas especialmente os locais, não atavam a maior parte do isco, não sabemos se por “preguiça” se por resultar melhor assim. Amanhã veremos o que irá acontecer.

Esta pesca é muito ingrata, porque estando a disputar provas em que se luta para que a generalidade dos peixes capturados tenham a medida mínima (15 cm) se acontece que alguns não tenham medida e se alguns atletas na embarcação apanham um/dois peixes maiores (carapau/boga/paguete….) não se antevê bom resultado.
Com os nossos atletas aconteceram coisas semelhantes e em quase todos pela negativa, salvo o Pardal que fez um meritório 1º lugar na sua embarcação e que hoje é “a estrela da companhia”.
Os restantes fizeram um 5º, um 6º e dois 7º. Ainda há tempo para retificar e certamente amanhã os resultados serão outros. A moral continua em cima e á que tentar sempre para que rapidamente se consigam os objetivos. Uma coisa é certa todos estão empenhados ao máximo.
FORÇA CAMPEÕES
Poder ser consultadas as classificações em:

Individual

Nations

DIA 8 – 2º dia de Provas
Neste 2º dia era necessário uma reação da nossa equipa e de alguma forma isso aconteceu como verão abaixo com as classificações.
O dia começou com a verificação das medidas dos anzois, que como sabem a medida exterior da haste à ponta não pode ser inferior a 5 mm no mediterrâneo, nas nossas águas é 7mm. Desta feita coube em sorte o barco do Bruno.
As expectativas eram grandes, e o empenho e vontade de conquista dos nossos atletas é exemplar.
Lá saíram para o mar, desta vez para a zona 2. Uma zona que tem algum fundo de pedra e perspetivava-se a captura de algumas ganopas com medida (>15cm). A ideia era boa mas não se veio a verificar. Aliás convém fazer algumas considerações sobre esta pesca e estes campeonatos.
Como temos vindo a relatar esta pesca a esta dimensão e com quase inexistência de peixes com medida é uma pura lotaria, independentemente da qualidade e técnica dos pescadores. Senão vejamos: Numa embarcação todos os pescadores mais experientes ou não estão a esforçar-se por capturar o maior nº de exemplares e a discutir taco a taco a vitória na embarcação eis senão lado um deles captura um daqueles peixes maiores que se decide suicidar, ganha o barco. È frustrante para os outros que vêm o seu esforço ir verdadeiramente por água abaixo. O fator sorte também faz parte da pesca mas neste mundial ele tem uma percentagem enorme na decisão das vitórias.
Nalguns barcos não se tem verificado mas noutros em que a generalidade dos maiores exemplares pesa entre 70 e 140gr e depois aparece um com mais de 300 e é suficiente para ajudar a que o comtemplado atleta vença a sua embarcação.
Com estas condições de pescado, “POUCO E PEQUENO”, não me parece que seja um bom local para a organização de um mundial.
Não estou a criticar a organização que tudo tem feito para que este mundial corra pelo melhor.
Uma palavra de agradecimento para o Presidente da Câmara de TIVAT que fez questão de receber os capitães de equipa dos países representados….
Relativamente à s classificações hoje o Ricardo fez 1º na sua embarcação e o Pardal faz 2º num barco muito difícil, o que lhe vale estar no pódium
Os outros atletas fizeram sextos e sétimos, mas não foi por falta de trabalho, empenho e vontade de fazer melhor.
Amanhã é o derradeiro dia de provas, vamos tentar subir na classificação coletiva e melhorar as classificações individuais e especialmente ajudar o Pardal a manter-se nó pódium e quem sabe subir lugares.
Um abraço a todos. FORÇA PARA OS NOSSOS ATLETAS e VIVA PORTUGAL
Classificações em:
Individual

Individual Cumulated

Nations

Nations Cumulated

tivat_7

DIA 9 – Último dia de Provas
AINDA NÃO É OFICIAL MAS É CERTO.
O JOÃO PARDAL É VICE CAMPEÃO MUNDIAL DE PESCA EM BARCO FUNDEADO
Para mais tarde ficamos de enviar mais notícias
Um abraço a todos e espero que estejam tão felizes quanto nós.
PARABÉNS PARDAL

tivat_8

tivat_9