Campeonato do Mundo de Inglaterra

Weymouth – dia 3 (26Set2014)

06H30 – A hora é sempre a mesma para habituar o corpo aos dias de competição.
Após o pequeno-almoço, lá fomos nós a caminho do porto de Weymouth, para o nosso primeiro treino em conjunto, a expectativa era grande para todos, porque se tratava de pôr em prática aquilo sobre o que se havia falado e sobre o qual se tinham gasto algumas horas na elaboração das nossas “baixadas”.
Esperámos um pouco e eis que chega o Beryl com a sua tripulação. Esta embarcação foi contratada em Junho via net e na altura era a única disponível para as datas que queríamos. Lá nos fizemos ao mar com condições um pouco adversas devido ao vento e á vaga por ele criada, eis senão quando verificamos que o Beryl, por ação do seu Skipper, faz uma perfeita “inversão de marcha”. Achámos estranho porque o mestre o fez sem qualquer explicação. Questionado, explicou que não dava para passar o cabo e ir para a zona 3, que o tempo não o permitia e assim ficámos por ali.
O Beryl ao contrário da generalidade das embarcações contratadas para os treinos não é um catamaran e é uma embarcação muito lenta comparativamente com as restantes, a deslocação foi feita a cerca de 5/6 nós.
DSCN0648_des
Entretanto começamos a apercebermo-nos de que o mestre tinha muito pouca experiência no nosso tipo de pesca, mais uma vez calhou-nos “a fava”. Mas o que poderíamos fazer? Lá começámos o nosso treino. Primeiro preparação do isco (Cavala, lula e um Minhocão) e depois testar baixadas e, para a maioria, ter contacto, ou a tentativa dele, com os peixes da zona: dogfish(pata-roxa), Bream (Choupa), Cod (bacalhau), Conger (safio), Gurnard (cabra ou ruivo), Rays (raia) etc.
E lá foram saindo algumas patas-roxas, quase exclusivamente pela inépcia do mestre, porque a nossa rapaziada está supermotivada e não será uma contrariedade como esta que nos deitará abaixo.
O treino teve pouca história pelo referido anteriormente, mas reinou a camaradagem e interajuda e sempre serviu para treinar os dogfish, porque das outras espécies apenas um exemplar ou outro.
Como seria de esperar não nos poderíamos resignar e fazer um segundo treino na mesma embarcação e com o mesmo Skipper, assim dirigimo-nos á direção da prova que prontamente nos resolveu o problema e amanhã lá partiremos para o último treino não oficial com a esperança de fazermos um treino a sério, “bem o merecemos”.

DSCF2111_gal
O dia culminou com um excelente repasto, finalmente, onde imperaram as Breams (choupas) apanhadas na quinta-feira. Depois da belíssima refeição houve que refazer o material perdido (baixadas) e afinar outro para o novo dia que vem.
Amanhã faremos o último treino não oficial, saída para o mar só na segunda-feira e para o treino oficial e depois COMPETIÇÃO. Entretanto, ainda vai acontecer a Cerimónia de Abertura.
Amanhã cá estaremos com mais notícias.